quarta-feira, 7 de março de 2012

HISTÓRIA DA MAÇONARIA CAJAZEIRENSE - PARTE 1

Texto de João Florindo B. Segundo, C.·. M.·.
 


Em Cajazeiras-PB, a Maçonaria Regular (reconhecida pela Grande Loja Unida da Inglaterra e constante em sua lista anual de Lojas) conta com duas Oficinas: a Loja União Maçônica Cajazeirense nº 20 (jurisdiconada à Grande Loja Maçônica do Estado da Paraíba) e a Loja Maçônica José Rodovalho de Alencar nº 2912 (jurisdicionada ao Grande Oriente do Brasil na Paraíba), pelo que o dividiremos em duas partes. Em tempo, devemos ressaltar que não há na cidade Lojas de potências não reconhecidas. Vamos então à primeira, que versa sobre a Loja mais antiga da cidade, a União Maçônica Cajazeirense.


HISTÓRA DA LOJA UNIÃO MAÇÔNICA CAJAZEIRENSE

Para contar a história da Loja União Maçônica Cajazeirense nº 20, precisamos voltar no tempo há 1952, quando era fundada a primeira loja maçônica de Cajazeiras, denominada “Presidente Roosevelt” e funcionando à Rua Desembargador Boto, na casa de Dom Manoel, um português que residia na cidade. Posteriormente transferida para a Rua Dr. Líbio Brasileiro, s/n, onde hoje funciona a Loja União Maçônica Cajazeirense nº 20, onde passou a funcionar em edifício cuja construção ficou pronta em 17 de janeiro de 1953. As reuniões da Loja Presidente Roosevelt realizavam-se às quintas-feiras.



 A Loja teve como seu primeiro Venerável Mestre, o Irmão Francisco Perez de Lima; dentre os demais membros podemos citar os Irmãos Gustavo Sinézio Aragão, Edson Formiga, Francisco de Vasconcelos Leitão, Domício Rodrigues de Holanda, José Peba Rolim, José Palmeira Sobrinho, Antonio Barbosa da Silva (Antônio Venerando), José Coelho, Alvino Leite e Gerôncio Vieira Filho.



Com a dissidência de alguns Irmãos, foi fundada a segunda Loja de nossa cidade, denominada “Duque de Caxias”, aproximadamente entre os anos de 1957/58, tendo como seu primeiro Venerável Mestre, o Irmão Alcindo Xavier de Oliveira e entre os demais membros, Irmãos Aldenor Rodovalho de Alencar, Joaquim Feitosa, Ivan Gomes, Geraldo Pinheiro Brandão, Joaquim Cartaxo de Albuquerque, José Felipe, José Lopes, José Teixeira e Clodomiro de Sousa; as reuniões realizavam-se às terças-feiras.



Com o bom desempenho da Loja Duque de Caxias, fundou-se no dia 02 de março de 1962, a “Escola Duque de Caxias”, que teve como sua primeira diretora a Srª Lea Mangueira, sendo fundadores os Irmãos Joaquim Feitosa, Geraldo Pinheiro Brandão, Aldenor Rodovalho de Alencar e Frutuoso Galdino dos Santos.



Com o tempo, verificou-se que à época Cajazeiras não poderia comportar duas lojas maçônicas. Em 1964, o Irmão Hugo Leite, membro da “Loja Regeneração Campinense nº 02” e à época noivo da Srtª Maria Silva, freqüentava ambas as Lojas cajazeirenses. Em agosto daquele ano ele propôs aos Irmãos das duas oficinas que fosse realizada a fusão das mesmas, propondo ainda que o resultado desta fusão recebesse o nome de “Loja União Maçônica Cajazeirense”. Nesse ano, era Venerável Mestre da “Loja Presidente Roosevelt”, o Irmão Domício de Holanda, enquanto o Venerável da “Loja Duque de Caxias” era o Irmão José Rodrigues.
Em 07 de outubro de 1964, era fundada então a “Loja União Maçônica Cajazeirense nº 20”, tendo como primeiro Venerável Mestre o Irmão Geraldo Pinheiro Brandão, ao tempo em que o Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado da Paraíba era o Irmão Dr. Edgard Aguiar. As reuniões ficaram estabelecidas para as terças-feiras.
Em 06 de outubro de 1982, ocorreu a demolição do antigo edifício da Loja União Maçônica e sua total reconstrução, ficando a obra pronta tão-somente em 1985, na gestão do então Venerável Mestre Rubens Farias de Albuquerque e tendo como Grão-Mestre, o Irmão Arlindo Bonifácio; o novo templo foi sagrado em 30 de junho daquele ano. A comissão de construção era composta pelos Irmãos José Ferreira Maciel, Celso Matos Filho, Francisco Rildo Maciel, Francisco Alexandre Gomes, João Alves do Nascimento, João Rodrigues Ferreira, José William Braga e Enock Gomes de Souza.
Em 09 de julho de 1982, era inaugurada a “Área de Lazer Alcindo Xavier de Oliveira” em solenidade presidida pelo Venerável Rubens Farias, com a presença do Irmão Luiz Gonzaga, “o Rei do Baião”, o qual contribuiu com parte da renda de alguns de seus shows para a conclusão das obras do referido centro de entretenimento maçônico.
Em 04 de junho de 1989 era fundado o Conselho de Kadosch da Loja (parte dos Graus Filosóficos), com o nome de “José Bizarria Coelho”, sendo o Presidente da Instalação, o Irmão Ailton Eliziário de Souza, então Grande Inspetor Litúrgico e Grão-Mestre, o Irmão Rubens Farias (Grau 33).
Na data de 25 de fevereiro de 1994, na gestão do Venerável Mestre Francisco de Assis Delfino Júnior, era inaugurado o “Salão de Recepção Agostinho Bandeira de Almeida”, situado nos fundos da Loja e que teve sua construção iniciada em 1993, na gestão do Venerável Mestre José Laércio de Sousa.
Em 06 de novembro de 1994, foi inaugurado o “Parque Aquático Pedro Flor do Nascimento”, tendo a Loja como Venerável Mestre, o Irmão Francisco de Assis Delfino Júnior. Na ocasião, o Irmão Geraldo Brandão fez a doação à Loja de uma espada do modelo utilizado pelos Oficiais da extinta Guarda Nacional, a qual é empregada como Espada Flamejante até hoje.
Hoje, a União Maçônica patrocina os seguintes Corpos:
·         o Capítulo Príncipe da Paz nº 38 da Ordem De Molay (destinado a rapazes de 12 a 18 anos), fundado em 02 de março de 1986.
·         o Bethel 001 Princesa do Sertão da Ordem Internacional das Filhas de Jó (que recebe garotas de 12 a 18 anos), fundado em 16 de janeiro de 1994; e
·         o Castelo Pequeno Príncipe nº 007 da Ordem dos Escudeiros (destinado a meninos de 9 a 12 anos), fundado em 26 de fevereiro de 2011.
Todas estas Ordens Paramaçônicas têm por fim o aperfeiçoamento moral dos nossos jovens, ensinando-os a amar a família, a pátria e a dedicarem-se eficazmente aos estudos, afastando-os das drogas e da violência. Suas reuniões ocorrem no templo superior, construído em 2010 pelo então Venerável Mestre, Irmão Luiz Lauro Crispim e sagrado em 29 de março de 2011.
Trabalhando no Rito Escocês Antigo e Aceito (REAA), a União Maçônica tem a atual diretoria liderada pelo Irmão Stanley Lira (Venerável Mestre), com o auxílio do Irmão Arturo Nogales (1º Vigilante) e do Irmão Helejone Bento (2º Vigilante), além de outros valorosos Irmãos. Também membro da União Maçônica é o atual Grande 2º Vigilante da Grande Loja da Paraíba, o Irmão Williame Braga.
São mais de 47 anos de uma história de luta e perseverança no intuito de manter viva a semente plantada por nossos Irmãos predecessores, a qual continua frutificando em prol da evolução da humanidade. 
Brevemente, a Parte 2, com a história da Loja José Rodovalho de Alencar. Aguardem!


3 comentários:

  1. Saudades do meu avô Frutuoso Galdino dos Santos.

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante a historia da Maçonaria em Cajazeiras, como posso me aprofundar mais?

    ResponderExcluir
  3. Valorosos irmãos, linda história, em breve visitarei os irmãos desse Oriente!
    Meu tio que está no Oriente eterno, construiu uma bela e numerosa família em Cajazeiras PB, o nome dele é José Euclides Pereira, homem íntegro, trabalhador e honesto, morou a vida inteira na Fazenda Santo Antonio.
    TFA∴
    Marco Pereira∴

    ResponderExcluir