domingo, 21 de outubro de 2012

ORDENADO O PRIMEIRO SACERDOTE CAVALEIRO TEMPLÁRIO DO NORDESTE






Na noite de 12 de setembro de 2012, no Tabernáculo Brasil nº 226, do District 47 Brazil do Grande Colégio dos Cavaleiros Templários Sacerdotes do Sagrado Arco Real ou Ordem da Sagrada Sabedoria, situado na cidade de São Paulo, foi ordenado Sacerdote Cavaleiro Templário o Ir.'. Edmir Japiassu, 33º, tornando-se o mais jovem Sacerdote Cavaleiro Templário do Brasil e o primeiro do Nordeste. 

A condição para ingressar nesta antiga e respeitada Ordem Maçônica Inglesa é atender aos seguintes requisitos: Ser Mestre Instalado de uma Oficina Simbólica; ser Cavaleiro Templário e ser convidado por integrante de um Tabernáculo, tendo seu nome sido aprovado em reunião.

Atualmente o Ir.'. Edmir Japiassu é Venerável Mestre da Loja Monteiro Lobato nº 71 GOIPE-COMAB, integrante do movimento Nacional Monteiro Lobato, filiado ao Supremo Conselho dos Graus 4 a 33 de Pernambuco e filiado ao Capítulo Nova Jerusalém nº 28 do Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco do Brasil, jurisdicionado a The General Grand Chapter of Royal Arch Masons International. No seu retorno para o Recife, o Ir.'. Japiassu foi efusivamente parabenizado por seus Irmãos do GOIPE.

FONTE: Ordenação de Sacerdote Cavaleiro Templário. Revista Maçônica Fraternizar, ano XIV, nº 166, ago-out 2012, p. 26.




O que é

A Ordem dos Cavaleiros Sacerdotes Templários do Santo Arco Real - também chamada de Ordem de Santa Sofia - é um órgão soberano, com existência independente regido pelo Grande Colégio a partir de sua sede em Castlegate, York. Enquanto ele exerce autoridade exclusiva sobre trinta e um graus suplementares, se tornou famoso particularmente pelo grau de mesmo nome, hoje universalmente reconhecido como um aspecto importante dentro da estrutura mais ampla da Maçonaria.

Após investigação, o Grau de Cavaleiro Templário Sacerdote é aquele que pode ser encontrado em diversas formas e em vários ritos durante o século XVIII. Embora ações tenham sido feitas anteriormente é conhecido por ter existido na Irlanda nas últimas duas décadas do século XVIII, onde também pode ser encontrado como o grau 41 (Maçom Branco) no Novo Grande Rito. Ele era conferido pelo “Grupo de União" que parecia ter emanado das Lojas Simbólicas onde os Maçons do Arco Real associavam com os seus Irmãos Templários para propagar o grau com o presidente sendo designado como Sumo Sacerdote. Este e vários outros graus do Rito foram levados para a Escócia, em 1798. De lá, eles parecem ter se espalhado para Newcastle, Bristol, Bath e York. Mas sem a administração central, as circunstâncias conspiraram para produzir uma existência um tanto precária, resultando em uma escassez de registros confiáveis, até meados do século XIX.

A partir de 1812 o Grau foi possivelmente conferido dentro de um “Grupo de União” ou do Tabernáculo anexado ao Acampamento Royal Kent em Newcastle-upon-Tyne, que viria a ficar sob a autoridade do Conselho de Cavaleiros da Grande Cruz do Templo Sagrado de Jerusalém, um corpo erguido em Newcastle em 1845 para assumir o controle. No período de 1885-1895 os graus suplementares parecem ter sido reunidos em Newcastle-upon-Tyne, mas, apesar de períodos intermitentes de atividade em 1893, o Conselho começou a definhar. Em conseqüência, Henry Hotham, um maçom de Yorkshire, que era o único membro sobrevivente do Conselho, estando de posse da autoridade necessária, admitiu nove cavaleiros para o grau em março de 1894. Ele conferiu o posto de Grande ou Sumo Sacerdote Passado para cada um deles, título usado pelo líder do Tabernáculo em Newcastle naquele momento. Esta ação positiva deve ter tido um efeito de conservação, pois dentro de alguns anos o corpo de Newcastle foi convidado a apresentar à autoridade do Supremo Conselho dos Graus Maçônicos Associados em Londres, que, naquele tempo, procurava agressivamente alargar sua influência, anexando todas as Ordens e Graus que eram independentes.

Após diálogo satisfatório o Tabernáculo Royal Kent aderiu ao governo dos Graus Maçônicos Associados e foi concedido imediatamente status de “Immemorial Time”, juntamente com o direito de continuar trabalhando seus diversos graus. No entanto, a maior parte destes graus cedidos para o Grande Conselho dos Graus Associados mostrou-se impraticável e inadequado para o corpo de Londres administrar ou implantar visto que a maioria deles exige uma qualificação dos Templários, uma exigência fora da jurisdição reconhecida do Grande Conselho dos Graus Associados.



Sem dúvida o evento mais significativo e agradável na história do grau teve lugar em Outubro de 1922, quando C.W. Napier-Clavering, Grão-Mestre dos Graus Maçônicos Associados, anunciou que o seu Grande Conselho passaria a renunciar a autoridade sobre esses graus. Esta declaração estimulou a formação de um órgão para a regulação da Ordem. Em conseqüência, Napier-Clavering, que tinha sido admitido como um Cavaleiro Sacerdote Templário, cerca de dez anos antes, foi instalado como o primeiro Grande Sumo Sacerdote na inauguração do Grande Colégio que teve lugar em Newcastle-upon-Tyne em maio 1924. Curiosamente, alguns anos mais tarde, em 1931, o Grande Conselho sob sua orientação, também abandonou o controle sobre a Ordem do Monitor Secreto.





Os paramentos constituem-se de uma túnica branca (ou bege) de Cavaleiro Templário com a cruz vermelha e um manto totalmente branco (ou bege). Sacerdotes-Cavaleiros Templários usam uma Mitra com uma cruz na parte da frente. O Sumo Sacerdote usa uma Mitra mais alta, com a cruz Patriarcal.




Mais informações aqui.

O Rito York (americano) também possui seu Grande Colégio, do qual segue o link.




M.E. Larry Edward Gray, K.G.C., G.C., HRAKTP


Nenhum comentário:

Postar um comentário